Eu assisti: Vingadores - Era de Ultron

É tenso falar dos Vingadores. É um assunto rodeado de geeks e fãs com opiniões o suficiente e, certamente, que entendem de quadrinhos e heróis muito mais do que eu. Então, preciso ressaltar que tudo o que eu disser será bem pouco, desprovido de muitos detalhes e baseado na minha reles opinião de alguém-que-só-entende-um-pouco-de-heróis-porque-trabalhou-numa-sala-onde-a-maioria-das-pessoas-eram-garotos. Ok?


Eu não vi nas primeiras semanas de estreia porque me lembrei das viagens perdidas que dei ao cinema no começo do lançamento do primeiro filme, então esperei bastante. Vi legendado e em 3D normal porque me atrasei pra sessão do 3D Imax #chateada

Eu vou começar falando de algo que acho que é o que eu mais gosto nos filmes da Marvel: as tiradas de humor. Por isso eu ressalto: assista legendado! Nada como uma piada em seu idioma original. O filme é cheio dessas tiradas e isso é bom não só por ser engraçado, mas também porque acaba dando uma aliviada nas tensões das muitas cenas de luta. Sabe quando acaba aquela cena de ação e você da um suspiro fundo? Pois é. O filme já começa com uma cena de ação.


Como de costume, tem a presença do Stan Lee. Não vou dizer em qual cena, pois a graça é conseguir identificar e se surpreender com o papel que ele se presta a fazer, literalmente, em cada filme. O que será dos filmes da Marvel quando esse cara morrer?

A história gira em torno da inteligência artificial e aqueles gêmeos paranormais que aparecem na cena pós créditos do segundo filme do Capitão América (me corrijam se eu estiver errada) são peças essenciais no enredo, assim como o Jarvis, aquele computador que fala com o Tony Stark nos filmes do Homem de Ferro. Atenção para um possível spoiler (passe para o próximo parágrafo se não quiser arriscar): é através dele que a inteligência artificial toma proporções indomáveis. E tome luta!


Sobre os gêmeos, eu achei eles bem chatos no começo. Filhinhos de papai mimados. Mas no decorrer do filme isso muda e eles ficam bem incríveis assim como os outros Vingadores. A Pepper Potts não dá o ar de sua graça, mas é citada no começo do filme, durante uma festa dada pelo Tony. Festa esta que carrega muuuuitas tiradas cômicas.

O romance do filme fica por conta de Natasha Romanoff e Bruce Banner, vulgos Viúva Negra e Hulk. Eu particularmente não gosto de romances em filmes de heróis, embora muitas vezes ele seja o combustível da trama, mas esse desceu redondo e, de certa forma, tem influencia na história. A parte "família", quem nos mostra é o personagem Clint Barton, mais conhecido como Gavião Arqueiro. Não vou contar de quem, mas vai acontecer também uma viração de casaca justificada. Você vai gostar.


Eu quero falar da personagem Colbie Smulders, que você vai reconhecer como a Robin de "How I Met Your Mother", que não é um personagem de tanto destaque, mas eu adoro a atuação dela e acho que ela conseguiu fazer a diferença sim. #MariaHillComoVingadoraJá!


E, como sempre, fiquem até o fim dos créditos. Tem cena sim.

Quem mais já viu? Ou a pergunta seria, quem ainda não viu? #PqNé... 
O 3D, sinceramente, não achei que fez muita diferença, então, pode ir ver em 2D de boa, não altera em nada a qualidade do filme. Eu gostei muito, não consegui decidir qual dos dois filmes é melhor. E vocês, o que acharam? De qual gostaram mais?




Nenhum comentário:

Fico feliz com seu comentário! Beijos!