Cinema: O Rei do Show


Essa semana tive o prazer de assistir em primeira mão à pré-estreia de "O Rei do Show", um musical com Wolverine Hugh Jackman, Troy Bolton Zac Efron, Glinda Michelle Williams e (não conheço nenhum personagem dela) Zendaya. Trata-se da história de P. T. Barnum, um filho de alfaiate interpretado por Hugh, que almeja promover uma vida boa para suas filhas e sua esposa, interpretada por Michelle.


Tudo começa ainda na infância, quando os dois se conhecem e já se prometem ao futuro, embalados por um lindo dueto com coreografias e notas emocionantes! Nunca pensei que viveria pra ver o Wolverine dançar e cantar (não, eu não assisti Os Miseráveis rs). Então surge a ideia de montar um show com personalidades irreverentes, como uma mulher barbada, um homem super alto, um anão adulto com feições de criança, trapezistas, dentre outros.


O show é um sucesso, mas é denegrido na coluna jornalística de um crítico de teatro, o que não abala Barnum, que não só prossegue com o show, como busca novos sócios e atrações. Em suas caminhadas, esbarre-se com Phillip, personagem de Zac Efron, que se junta a Barnum na sociedade de seu show.


Phillip toma conta do show enquanto Barnum sai em turnê com sua nova atração, a cantora Jenny Lind, que o encanta de tal forma a arriscar seu estável casamento, bem como Phillip se apaixona à primeira vista pela personagem de Zendaya. O momento do primeiro olhar dos dois é maravilhoso, confira a cena na imagem abaixo. É graças a uma população dotada de preconceitos que relacionamentos são estremecidos e que Barnum precisa se reerguer e, para isso, conta com todos ao seu redor.


As músicas são abundantes e muito boas! Porém, é pouquíssima a quantidade de diálogos cantados. Para entender, imagine o musical "Caminhos da Floresta" e "Sweeney Todd", que tem muitos diálogos cantados. Pois bem, não chega a ser assim, o que torna o musical leve e agradável inclusive para quem não é grande fã do estilo. Quando comecei a achar semelhança entre O Rei do Show e La La Land, descobri que a trilha sonora pertence ao mesmo estúdio. Você pode conferir as músicas clicando nessa matéria do Papel Pop.


As expectativas para as indicações no Oscar estão à mil! Convido demais todos vocês a irem aos cinemas a partir de 25 de dezembro de 2017. É um fechamento de ano com chave de ouro, com esperanças e empatia renovadas! Obrigada Ezpaço Z e Fox Film Brasil pelo presente aos 45 do segundo tempo!

Confiram o trailer e CORRAM pro cinema!



3 comentários:

  1. O Rei do Show é maravilhoso assisti o trailer e me empolguei muito com a produção, depois da sua resenha fiquei com vontade de assistir. É sempre bom poder ir ao cinema e ver um bom filme, fiquei encantada com os personagens, curti muito a dica bjs.

    ResponderExcluir
  2. To louca pra assistir esse filme deve see muito emocionante pela resenha incrivel que você trouxe

    ResponderExcluir
  3. Não vejo a hora de finalmente assistir esse filme. Amo filmes nesse estilo e sou muito fã do Hugh Jackman. Deve ser bom demais

    ResponderExcluir

Fico feliz com seu comentário! Beijos!